– O NATAL NOSSO DE CADA DIA


Praticamente mais um ano se passou, levando sonhos ou lembranças – algumas agradáveis, outras nem tanto – entorpecidas e mal trabalhadas ainda em nossas mentes.
Daqui a poucos dias será como recomeçar, no Ano Novo que se iniciará!
Benditos sejam os anos que, na eternidade dos tempos, tem nos proporcionado condições de evoluirmos através das lutas diárias, do esforço que empreendemos no sustento desse mesmo corpo ou no trabalho em benefício dos outros.
Bendito renascer de esperanças que nos permite compreender que hoje podemos ser melhores do que ontem.
Bendita oportunidade que nos consente acreditar que ainda há tempo de pedir perdão, a quem tenhamos ofendido; de perdoar a quem julgamos tenha nos ofendidos; de saber que ainda é possível aprender a amar sem exigir nada em troca.
A cada ano, o mundo cristão comemora o nascimento do Messias. Enfeitamos as ruas, as casas e por vezes O colocamos na manjedoura ao invés de colocá-Lo no nosso coração. Trocamos presentes e não sabemos dar amor uns aos outros, nem tolerância, nem compreensão, nem qualquer sentimento que possa representar um gesto de fraternidade.
Bendito seja o nosso Natal de todos os dias, quando nos abre os olhos para que possamos entender nossa tarefa nesse planeta!
Devemos dar “Glória a Deus nas alturas!”sem esquecer a “Paz na Terra!”, pois Jesus aguarda que tomemos suas palavras como norma de conduta no nosso esforço diário e a tomada de decisão de seguir com o Cristo para enfrentarmos nossas próprias dificuldades e modificarmos a nossa visão sobre os nossos problemas.
Quando caminhamos em direção a Jesus, quase sempre nos perdemos pelos atalhos do caminho em busca de facilidades. Porém, caminhar ao lado Dele, com Ele, vai requerer de cada um de nós uma grande dose de coragem e perseverança; pois vai nos exigir algumas renúncias.
Bendito seja o Natal nosso de todos os dias, de permitir que Jesus renasça em nossos corações e que ali permaneça, sempre, a iluminar o nosso caminho e o caminho de todos os “Homens de Boa Vontade”.

Leda Maria Flaborea (Pedagoga e Expositora Espírita
Revista Internacional de Espiritismo – 2008

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>